< Voltar
Imprensa
02.07.2024

Imposto Seletivo é um ótimo instrumento, mas terá pouco uso

Por Luiz Schymura
Publicado em 02 de julho de 2024

 

No fim do ano passado, a Emenda Constitucional (EC) 132/2023 foi aprovada. Os pilares de um novo sistema de tributação sobre o consumo no Brasil estavam fincados. Nesse novo modelo, optou-se por substituir os cinco tributos atuais (IPI, PIS, Cofins, ICMS e ISS) pela criação de três [CBS, IBS] e Imposto Seletivo [IS]). A CBS e o IBS possuem a mesma base arrecadatória, sendo a primeira apropriada integralmente pelo governo federal, e o segundo repartido entre Estados e municípios; o IS, por sua vez, não tem ainda uma base definida, sendo o governo federal detentor de fatia de 40%, com os governos regionais se apropriando dos restantes 60% do montante arrecadado.

Após a aprovação da EC 132/2023, que determinou as diretrizes gerais do novo sistema, o Executivo ficou com a incumbência de enviar ao Congresso Nacional os projetos de lei que vão regulamentar a reforma tributária. É a fase do detalhamento do novo sistema de tributação.

 

Veja a matéria na íntegra em Valor.

< Voltar

Veja mais Publicações

  • Imprensa

    Appy diz que avaliação sobre a trava incluída pela Câmara na regulamentação da reforma tributária foi positiva

    Ler Matéria
  • Imprensa

    O ideal do ponto de vista técnico seria aprovar a regulamentação ainda este ano, diz Appy

    Ler Matéria